Friday, November 03, 2006

RÉQUIEM PARA UMA PAIXÃO URBANA

Anseio um lago
uma praça, pracinha
sem vento tempo movimento

Abominavelmente tudo se move
(são quase dez horas)
anseio um lago
um mosteiro

Não tenho o século XX
de idade

Anseio largo

1 Comments:

Anonymous eugenio de lemos said...

Muito tocante a poesia. Quando jovens, é incrível como o tempo nos parece uma abstração. Há certas experiências que materializam o tempo em nós. Marguerite Duras tem uma frase comovente sobre isso, "cedo em minha vida se tornou tarde demais".

8:42 AM  

Post a Comment

<< Home