Wednesday, May 30, 2007

O QUE É TER UM FILHO? (5)

Ter um filho é ser, não é ter. É acolher o filho tal como ele quer ser. É resistir a todas as tentações de substituir o filho do jeito que ele vai sendo por um outro mais parecido consigo mesmo. É abdicar do ofício genérico e artesanal de educador que consiste em amassar, modelar e retocar o barro, depois assoprar o hálito gentilíssimo e digital de criador sobre a pobre criatura, meu filho. É definitivamente renunciar ao ato possessivo de ter um filho

1 Comments:

Anonymous Rodrigo said...

Pois é, mestre. Imagine o que é querer ter um filho e não ter. Pensar um filho parecido consigo mesmo com os filhos de outrem, com essa cabeça artesanal de educador, que vai gotejando amor em vários outros filhos, sejam eles de qual espécie for.
É comum a gente sonhar, eu sei, quando vem o entardecer. Mas eu também dei de sonhar acordado, com o filho que quero ter.
Por enquanto, faço-me este filho de eu mesmo pai, ou dos pais que eu gostaria que fossem meus.
Um abraço.

5:56 PM  

Post a Comment

<< Home